YayBlogger.com
BLOGGER TEMPLATES

domingo, 5 de outubro de 2014

Com a ponta dos dedos

A sensação era estranha. De tão nova, se fez interessante. Por que não havia provado isso antes? Nunca tinha pensado que algo tão besta seria tão intrigante. 
As pontas dos dedos roçavam sua barba e naquele ir e vir das mãos, algo ali parecia tão certo quanto a sua visita. É um homem, foi o primeiro pensamento. A barba divide os homens dos meninos. Como não suspeitou disso antes? 
A cada minuto e a cada toque o pensamento perdia um pouco do sentido, se entregava cada vez mais aquele misto de sensações. Desejos? Vontades. Vontade de passar dias com os lábios colados naquele deslizar de mãos pelo rosto sentindo a aspereza na ponta dos dedos.
Perdida, sem saber a hora ou o lugar, aceitava aquela coisa toda como uma dessas revelações que tantos gritam por aí. Meio inexplicável, aquele arranhar ganhou meu rosto, meu pescoço, todo o corpo, sem pedir licença. 
A barba define os homens me disseram. Carrega com ela os pesos, as inseguranças vencidas, as batalhas ganhas, os corpos explorados.
E vez ou outra me pego concordando com isso. 
Fica a lição aos meninos: que aprendam cedo que não adianta carros, dinheiro, status, braços malhados. Mais barba, por favor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário